Aventura

Tenha bom senso na hora de visitar um recém-nascido!

A chegada de uma criança ao mundo é, sim, motivo de celebração. No entanto, é preciso ter calma. Nesse momento, cria-se uma nova família, que precisa se conhecer e se adaptar às mudanças que acontecem bruscamente, mesmo que tenham sido precedidas por nove meses de preparação.

Visitar aquele bebê que você esperou 9 meses pra chegar é, realmente, uma delícia. Mas existe bom senso. E só quem já passou por isso vai entender.

Eu estava trabalhando na TV quando minhas duas filhas nasceram. E o que apareceu de gente para bater papo e tirar foto lá na maternidade…Sofri, viu! #prontofalei …kkkkk

Então, para não ser tachado( a) de MEGA CHAAAATOOOO na hora de visitar um bebê, estão aqui algumas dicas (que todas as minhas amigas concordam!)

-Não vá se estiver doente
Dispensa explicações, mas, mesmo assim, é bom lembrar. Rs

-Não leve crianças ( a não ser que você não tenha outra opção)
Os pequenos podem fazer muito barulho ou querer pegar o bebê e beijá-lo sem parar, deixando os novos pais em desespero e você em uma situação constrangedora. Talvez as primeiras semanas não sejam o momento adequado para iniciar a convivência. É mais garantido aguardar alguns meses.

-Vale um telefonema antes da visita. Sempre.
Com um recém-nascido em casa os horários são totalmente alterados. E visitas surpresas nem sempre são agradáveis. Ligue antes de aparecer e combine com a família o melhor momento.

– Higiene reforçada
A maior parte das mães de recém-nascidos deixa bem aparente para as visitas um frasco de álcool-gel. Não é frescura, nem exagero. Use e abuse.

-Na maternidade ou em casa?
Algumas mães preferem receber as visitas ainda no hospital, pela praticidade de poder contar com todo o suporte das enfermeiras para os cuidados com o bebê e por não terem que se preocupar com a organização da casa. Outras, acham os primeiros dias muito cedo, porque ainda estão conhecendo o bebê e preferem reservar esse momento íntimo apenas para a família. Para saber qual é o caso, não tem segredo: é preciso perguntar.

-Evite ir em horários de refeições
Quando nasce um bebê, a rotina da família se altera de tal forma que fazer uma refeição completa representa quase um milagre. Mesmo que você deixe claro que não espera que os anfitriões sirvam nada, eles podem se sentir frustrados por não conseguirem oferecer algo.

Fumar, nem pensar! E perfumes, também.
O olfato do bebê é muito sensível. Sem falar na possibilidade de ele ter uma série de alergias ou restrições, que ainda não foram diagnosticadas.

-Não beije, não pegue na mão do bebê, não pegue no colo e não tire fotos
A não ser que a mãe insita…mas acho que isso não vai acontecer.

– Não peça para a mãe acordar o bebê
Sono de recém-nascido é sagrado. Pelo menos para os pais, que passam dias e noites acordados.

-Sem palpites
Tudo o que uma nova mãe não precisa é de palpites. A não ser que ela te peça.

– Hora de amamentar = hora de ir embora
Fique esperto. Se perceber que o bebê está reclamando e que pode ser fome, esse pode ser um sinal de que é momento de se despedir. Se a enfermeira chegar, para medicar a nova mamãe, também é hora de dizer tchau.

-Visitas rápidas
Visitar um recém-nascido significa, sim, que você se importa com ele, com a mãe e com o pai. Não dá para negar que é um sinal de carinho. Porém, para demonstrar toda a sua gentileza, você não precisa ficar horas e horas!

Combinado?

 

nascimento
Eu, Fabio, Jujú e Mabê, na maternidade São Luiz, em SP, um dia depois do nascimento da Mabê.

One comment

Junte-se à discussão

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *