Estilo

Quando eu era criança, bastava eu espirrar que minha avó já falava: “ihhhh! É gripe!” rs. No dia seguinte, ela me encontrava e dizia: ” melhorou do resfriado?” kkkk

Hoje em dia, com a facilidade em relação às informações, não dá mais para ignorarmos que gripe e resfriado são doenças distintas. Ambas são causadas por vírus, mas VÍRUS DIFERENTES. Gripe é gripe. Resfriado é resfriado. Mas existem muitas semelhanças entre elas. Olha só:

-Ambas são causadas por vírus.
-Ambas são transmissíveis de uma pessoa para outra e a forma de contato é semelhante.
-São infecções comuns
-Podem causar tosse, espirros, coriza.

Então, COMO DISTINGUIR GRIPE DE RESFRIADO?

O resfriado não costuma provocar febre (mas em crianças pequenas, pode). Na gripe, a febre é comum e costuma ser acima de 38ºC( nas crianças, principalmente)

Na gripe, o paciente apresenta-se mais abatido, com dor de cabeça e, frequentemente, com dor nos músculos e articulações. No resfriado, o paciente tem tosse, espirros, nariz escorrendo. Mas encontra-se mais disposto.

Atenção nessa tabela PERFEITA que encontrei e explica muito bem as diferenças e semelhanças:

(fonte: www.mdsaude.com › Doenças infectocontagiosas)

Caraterísticas Resfriado Gripe
Tipo de vírus Rinovírus, na maioria dos casos. Mas também pode ser causado por Adenovirus, vírus sincicial respiratório, coronavirus, parainfluenza, entre outros. São causados pela família do vírus Influenza. Alguns víru dessa família causam a H1N1
Febre Pouco comum nos adultos, mas frequente em crianças pequenas. Costuma ser baixa. Muito comum, geralmente acima de 38º. Em crianças, a febre pode passar dos 40ºC.
Dor de cabeça Raro. Muito comum.
Dores pelo corpo Raro, quando presentes são leves. Comum e habitualmente bem incômodas.
Coriza nasal Muito comum. Pode haver ou não.
Espirros Muito comum. Pode haver ou não.
Dor de garganta Muito comum e surge habitualmente já no primeiro dia de doença. Pode haver ou não.
Fraqueza Pouco comum. Muito comum e pode durar vários dias.
Tosse Tosse seca leve a moderada. Comum, pode haver expectoração.
Tempo de incubação 24 a 72 horas. 24 a 96 horas.
Duração da doença 3 a 7 dias na maioria dos casos, mas em 1/4 dos pacientes, a doença persiste por até 14 dias. 2 a 5 dias, mas a tosse e o cansaço podem durar semanas para desaparecer.
Período contagioso Inicia-se 12 a 24 horas após o primeiro contato com o vírus, mas o pico ocorre entre o 2º e 4º dias de sintomas. Inicia-se 12 horas após o primeiro contato com o vírus, mas o pico ocorre entre o 1º e 6º dias de sintomas.
Abertura do quadro Piora gradual ao longo dos 2-3 primeiros dias. Início súbito, com pico dos sintomas em poucas horas.
Complicações comuns Otite média e sinusite. Otite média e pneumonia.

fonte:

www.mdsaude.com › Doenças infectocontagiosas

 

Indica

Oi, meninas! Tudo bem?
Vim falar um pouquinho de esmaltes hoje. Eu adoro tendências! Sou daquelas que usam cor de inverno NO INVERNO ( jamais vou usar rosinha nessa época…rs)
Então vamos aproveitar a estação e falar das cores chiques para essa época?
Escolhi alguns pra vocês!
Começando pelo clássico vinho!

 

vinho essie
Bordeaux, da Essie

 

 

 

 

 

 

outros vinhos
Magala Wine, da Opi. Chanel 573, da Chanel e Vinho Tinto, da Colorama

 

 

 

 

 

 

 

 

Eu amo marrom! Escolhi esses:

 

nn
Dune, da Dior. Bem parecido com o Raiz, da Colorama
chanel
Khaki Vert, Brun e Rose, da Chanel

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
E os cinzas, super em alta esse ano!

beges
Jackie, da Impala. Londres, da Anita. Camurça, da Colorama

 

bege
Marron Mutante, Colorama

 

 

 

 

 

 

 

Cinza-Curinga
Cinza Curinga, Colorama

 

 

 

 

 

 

 

 

cinza essie
Chinchilly, da Essie

 

cinza impala
E mais Jackie, da Impala

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E, para finalizar, os chiquérrimos nudes:

 

nudes
Nude clássico, da Impala. Bossa Nova, da OPI. Topless & Barefoot, da Essie. Grége, da Dior

 

 

 

 

 

 

 

 

Estilo

Parece que o calor atípico dessa época do ano deu uma trégua e o friozinho deu as caras. Para aproveitar enquanto o calor não volta, vou falar de uma peça que eu adoro no inverno!
Botas over the knee (ou botas acima do joelho).
Sim, eu concordo que esse tipo de bota apareceu em diversos looks duvidosos… talvez seja por isso que muitas pessoas ainda têm um certo preconceito... Elas apareceram nos figurinos de Julia Roberts, em Uma Linda Mulher     (nas suas roupas de trabalho…rs) e as brancas eram as queridinhas da rainha dos baixinhos. Mas, com tantos looks lindos, a gente começa a achar que ainda há esperanças para elas. É só saber dosar – de exageradas já bastam as botas!
A combinação mais simples para se fazer talvez seja com uma camiseta, um casaco, jeans ou leggings, ou meias-calças fio 180 pretas.

 

bota com jeansbotabota bota

botaaaa

 

 

 

 

bota c saia

As botas pretas e as leggings da mesma cor ajudam a deixar a silhueta mais longilínea, ideal para as mais baixinhas. Elas podem ser bastante ingratas com quem tem as coxas grossas, por apertarem justo onde não devem, mas é tudo questão de achar o modelo certo para você.

bot

 

 

 

 

 

 

 

Se está bastante frio, combine com trenchcoats ou outros casacos mais compridos. Fica chique!

tre

 

 

 

 

 

 

 

Um bom jeito de usá-las também é com suéteres e shorts, pois quebram um pouco da sensualidade do sapato.

 

booota

 

 

 

 

 

 

Se você está pensando em comprar esse modelo, vá à loja com a roupa que possivelmente irá usar com a bota – seja calça jeans, legging ou vestido. Assim, você terá noção de como ficará em você! #ficaadica

boo