Indica

Olá, meninas!
Já contei por aqui da biotina, um suplemento que eu tomo e que faz crescer cabelo, unha, cílios…
Mas vou dar uma dica MARAVILHOSA hoje, by meu consultor de make Eduardo Sacchiero.
Pra você que tem os cílios pequenos ou pra você que quer que eles pareçam postiços…aqui está a mágica!
Lave os cílios ( os olhos, mesmo). Passe demaquilante, se tiver resíduo de maquiagem.
Enxugue bastante, para os cílios não ficarem “unidos venceremos”. rs
Passe pó -sim!! aquele que a gente passa depois da base!- com um pincel para sombra em toda extensão dos cílios. Passe bastante!

po nos cilios

 

 

 

 

 

 

PASSE DEVAGAR E COM CUIDADO, PARA NÃO ENTRAR NO OLHO E CAUSAR …UMA SENSAÇÃO DE MUITA RAIVA…RS

Depois, é só passar o rímel!

passando

 

 

 

 

E passar mais… e mais.

Woman applying mascara on her eyelashes - macro shot

Pronto! É só conferir o resultado!

olhos
Antes e depois

 

 

 

 

 

Vamos tentar?

Indica

O medo de errar e parecer feia aos olhos dos outros  pode nos impedir de ousar e fazer o que realmente temos vontade, não é mesmo?
Ainda bem que hoje a liberdade feminina e a beleza natural são mais valorizadas, nos dando a liberdade de usar cores, cortar os cabelos do comprimento e com o volume que queremo, ter as sobrancelhas que mais combinam conosco.

Mas tem algumas regras que a gente insiste em manter e que NÃO SÃO MAIS SEGUIDAS! Ôba!
Vamos nos libertar? Então veja as dicas da Claudia Zanni, minha consultora de cabelo!

 

-Batom colorido e…olho também!

Se for usar batom vinho ou vermelho, é melhor combinar com sombra discreta nos olhos, certo? Errado! Hoje, as maquiagens pesadas também são bem vindas para um visual mais dramático, principalmente quando usadas durante a noite. Se você ainda se sente insegura de misturar tons fortes nos olhos e na boca, vale esfumar a sombra com delicadeza para um visual mais discreto sem perder o impacto. Mas cuidado para não parecer que vai para a festa de Halloween! kkkkk
batom vermelho e olho

 

 

-Esmalte igual no pé e na mão

Já era! Eu não faço essa combinação há uns 3 anos! Por anos, foi obrigatório usar o mesmo tom de esmalte nas unhas das mãos e dos pés. Hoje, é lindo e elegante combinar cores diferentes.

unha igual

 

 

 

-Sobrancelhas desenhadas

Nos anos 90 e 2000, virou tendência ter os fios com desenhos perfeitos nas sobrancelhas. Por muito tempo, para ter um rosto considerado bonito, era preciso ter sobrancelhas finas, preenchidas com precisão e com formato estudado. Hoje, não bem assim. A beleza natural voltou a ser valorizada e os pelos naturais ( bem aparados!)  são considerados bonitos. MAS NADA DE DESLEIXO, PELO AMOR DE DEUS!
sobrancelha desenhada
 

 

-Cabelos perfeitamente arrumados

Ter os cabelos perfeitamente escovados, super lisos , presos num belo coque e sem nenhum fio fora do lugar é sinônimo de elegância? Pode ser… mas os tempos mudaram!!!! Ôba!! Os fios bagunçados, propositalmente ou não, deixam o visual mais descontraído e mostram que a mulher tem estilo e personalidade!

capa beleza

 

 

 

 

-Mesmo tom no cabelo e na sobrancelha

Se você usa coloração no cabelo,  pinte a sobrancelha no mesmo tom, para ter um visual mais suave. Mas como nem todo mundo quer ter o rosto suavizado, a mistura de tonalidades está liberada. As sobrancelhas mais claras que os cabelos trazem um ar moderno e as mais escuras marcam bem as expressões.
sobrancelha

 

 

-Sem volume

Nos anos 2000, era moda reduzir o volume do cabelo ao máximo. Aí nasceram  os alisamentos definitivos e as escovas progressivas. Hoje, o padrão de beleza mudou e os fios já têm liberdade para serem soltos e volumosos
cabelo liso

 

 

 

-E quem disse que mulheres mais velhas têm que ter cabelos curtos?

A liberdade das mulheres cresceu! Cabelos longos são lindos e permitidos para todas as idades. Por muito tempo, quando as mulheres passavam dos 50 anos, já sentiam a pressão social de ter que alongar o comprimento das saias e encurtar os fios dos cabelos. Afff! Que bom que o tempo passou!

demie

Indica

Bom dia, meninas!
Minha dermatologita Patrícia Assunção me receitou um remedinho bárbaro para quando resolvem aparecer algumas espinhas chatas e horrorosas e feias e tudo de mal…kkk
Minha pele é oleosa e às vezes eu tenho espinhas, sim!
É esse aqui, ó:
ble
Preço sugerido pelo site da marca: 210 reais, por 30ml do produto.
BLEMISH + AGE DEFENSE – 30ML
Sérum oil-free de tripla ação – anti-acne, anti-oleosidade e anti-envelhecimento
A fórmula é composta pela combinação exclusiva de 5 ácidos, que ajudam a controlar a produção de oleosidade, combatem a acne e reduzem rugas e linhas finas.

 

Ele reduz a produção excessiva de sebo;
Combate as imperfeições da acne;
Uniformiza o tom e a textura da pele;
Descongestiona os poros obstruídos;
Diminui linhas finas e rugas.
2,0% ácido dioico
3,5% ácido glicólico
0,5% ácido cítrico
0,3% LHA
1,5% ácido salicílico
Coloque 4 a 6 gotas na palma da mão e utilize a ponta dos dedos para aplicar Blemish+Age Defense de manhã e à noite sobre a pele previamente limpa e tonificada. Mas antes disso, conaulte seu médico para saber se sua pele está pronta para ar esse produto!
Indica

Bom dia, galera!
Não é preciso desesperar quando se chega em casa e percebe que acabou o demaquilante.
Eu, na verdade, não uso demaquilante. Tiro a maquiagem com lencinhos umedecidos de bebê! Não agridem a pele e limpam bem. E aproveito para comprar a maior embalagem. É mais econômico e dura bastante!
len

 

 

 

 

 

 

Mas existem outras fórmulas para ” quebrar o galho”, quando a gente se vê só com água e sabonete para tirar a make.

-Algodão com AZEITE DE OLIVA ( aquele de temperar a salada, mesmo! rs) super tira a maquiagem! Passe na região dos olhos. Ele ainda vai evitar o ressecamento da pele. Enxague com água morna.

Hidratante facial ou corporal: O hidratante aplicado com o uso de um pedaço de algodão pode facilitar a retirada da maquiagem forte dos olhos e cílios. Lavar em seguida.

Óleo de bebê: Assim como o azeite de oliva, por ser oleoso, o produto auxilia na remoção da maquiagem, principalmente na área dos olhos. O óleo como propriedade de base tem poder para remover toda a maquiagem, incluindo produtos à prova d’água.

Sabonete íntimo: O sabonete íntimo tem o pH mais adequado para a limpeza da pele do rosto do que os sabonetes comuns. Ele limpa o rosto sem desidratar a pele, mas não tem componentes que retiram a maquiagem, então pode ser usado junto com um dos ingredientes citados acima para maximizar o potencial de limpeza.

Condicionador: Em casos de improviso, é uma excelente opção.

Shampoo de bebê: Os Johnson são bastante usados pelas mulheres como demaquilante. Eles tem pH balanceado, são livres de álcool e sabão, e substituem, sim, o sabonete facial, por terem uma fórmula leve, neutra e que não arde nos olhos.

 

Indica

Boa tarde, meninas!
Na semana passada, a Claudia Zanni nos ensinou a fazer escova nos cabelos.
Hoje, vamos aprender a fazer babyliss! Aliás, fazer “baby” é muito mais fácil do que a gente imagina! A minha filha e colaboradora do blog, Giulia Neves, tem só 11 anos e faz sozinha no cabelo dela!

Ahh! E prefira, sempre, um aparelho de fazer babyliss, mesmo. Com toda a minha experiência na televisão, fazendo cabelo e maquiagem todos os dias, nunca vi cachos ou ondas ficarem bacanas com o aparelho MiraCurl, aquele que puxa a mecha e já sai em cacho. Aquilo deixa o cabelo igual o da minha amiga Maisinha, quando ela tinha uns 6 anos de idade e fazia programa infantil no SBT…rs

aparelho
Tamanho idel de aparelho para cachos naturais.

 

 

 

 

 

 

 

 

A Claudinha listou um passo-a-passo, pra ficar mais fácil.

-Primeiro, lave o cabelo sem usar muito condicionador

-Aplique um protetor térmico antes de começar a secar, ele irá amenizar os danos do secador e do babyliss em seus fios

-Caso seu cabelo não tenha muito volume, vale a pena aplicar um mousse

A secagem do cabelo é o próximo passo. A dica é levantar a raiz na hora de secar. Sem muito estresse, porque o babyliss é quem vai modelar o resto. NÃO USE BABYLISS COM OS CABELOS MOLHADOS, QUEIMA E QUEBRA!

-Depois de secar o cabelo por completo, chegou a hora de fazer o babyliss. O primeiro passo é separar o cabelo em mechas

-Deixe o babyliss em uma temperatura média, isso ajuda a não danificar tanto os fios e, ao mesmo tempo, é ideal para modelar

-Comece a fazer o babyliss da parte de trás da cabeça

-Separe uma mecha do tamanho de um dedo e enrole o cabelo da ponta até a raiz, deixando uns cinco centímetros de sobra do couro cabeludo. Caso você queira fazer ondas e não cachos, não enrole a ponta

-Mantenha o cabelo no babyliss durante uns 10 a 15 segundos, o tempo varia conforme o tipo e a quantidade de cabelo. Ao soltar, segure o cacho enrolado até que o cabelo esfrie. Se quiser que o cacho dure mais, prenda, com um grampo e só solte ao finalizar os cachos em todo o cabelo

-Repita o procedimento em cada uma das mechas e, para deixar o cabelo com mais movimento, alterne o sentido, fazendo um cacho para o lado direito e outro para o esquerdo.

Ao finalizar o processo, solte os cachos dos grampos e arrume-os do jeito que desejar. Como último passo, utilize um spray de fixação para que os cachos durem muito tempo.

Achei no youtube um vídeo muito prático da linda Grazi Massafera, no canal GNT. Aliás, eu ADORO esse canal do youtube! Olha só como é fácil fazer babyliss!

Grazi Massafera ensina a fazer babyliss

 

 

Estilo

Todos são lindos, mas sempre tem um que a gente mais gosta ou que combina mais conosco, não é!

A pedidos de duas leitoras queridas, vamos contar aqui sobre os SALTOS ALTOS!

saltos

 

 

 

 

 

 

 

Agulha: É reto, fino e alto( entre 6 e 15cm). Combina com vestidos clássicos, saias e calças coladas no corpo.

Quadrado: É um salto mais largo, que pode ser baixo , médio ou alto. Torna o look menos formal, sem perder a elegância. Combina com saias médias, calças mais curtas, short com legging e todo tipo de jeans.

Cubano: É outra forma de salto para quem não dispensa conforto. A origem desse salto provém dos sapatos de dança flamenca e do tango, que tiveram o seu auge nas décadas de 30 e 40. Em um primeiro instante, ele lembra o Anabela, mas não encosta totalmente no chão, formando um desenho anatômico. É a uma boa opção para quem quer segurança e equilíbrio, sem sair do salto.

Geométrico: Tem formatos esculturais e mistura de materiais. Combina com saias de alfaiataria mais curtas e roupas com texturas e cortes mais modernos.

Cone: Tem forma de casca de sorvete. É médio e elegante, para mulheres mais despojadas. Combina com vestidos médios e soltos, jeans, calças sociais e shorts.

Anabela: É um salto clássico ligado ao solado. Combina com vestidos de linhas retas, tipo tubinho, e calças mais largas.

Plataforma: É o mais popular dos saltos. É integrado ao solado. Combina com as roupas do dia a dia (jeans, saias curtas, médias e shorts).

Carretel: É um salto acinturado e discreto. Combina com tailleur, vestidos médios e casacos marcados na cintura.

Vírgula: É um salto curvilíneo e sensual. Combina com calças jeans coladas e roupas com cortes irregulares.

Maia pata: Este modelo é uma espécie de plataforma na parte da frente dos pés, o que ameniza o efeito do salto e permite que ele seja ainda mais alto. É muito comum encontrar calçados deste modelo com os saltos extremamente altos, como os de até 15 centímetros. Combina com peças de roupa mais casuais, como a calça flaire, por exemplo, que é uma ótima saída para alongar a silhueta.

Sino: Tanto em formato grosso como fino, ele tem como característica um desenho que lembra as famosas calças boca de sino: afinados em cima e levemente mais grossos na parte que toca o chão.

E o sapato flat, que vai bem com jeans, shorts e saias curtas e informais.

MAS ATENÇÃO! AS COMBINAÇÕES NÃO SÃO REGRAS! VALE AVALIAR SEU TIPO DE CORPO E USAR O BOM SENSO!

Dicas sobre os tipos de salto alto:

Se o modelo do calçado tiver uma espécie de pulseira ao redor do calcanhar, é indicado que ela fique presa adequadamente, nem muito justa e nem frouxa, o que afeta a estabilidade ao caminhar.

Caso o salto seja usado em situações que exijam caminhar ou permanecer em pé por muito tempo, é indicado optar por um  com menos de 4 centímetros.

Examine o grau de inclinação da sola do calçado, quanto maior a inclinação, maior a chance de dores na sola dos pés e nas panturrilhas.

Confira se os dedos não estão apertados nos calçados ou se o calçado não está muito ajustado para os seus pés nas laterais, pois ambas as situações podem causar machucados e bolhas.

Se atente se nenhuma área do calçado está em atrito intenso com a pele, o que pode machucar, causando bolhas e futuramente calos.

É fundamental analisar a estabilidade que o calçado proporciona para evitar quedas e torções. Portanto, sempre que possível, caminhe alguns metros ao provar um calçado.