Indica

Selênio: o consumo desse mineral é indispensável

O selênio é um dos componentes de enzimas de proteção, importante para a desintoxicação do corpo. Age como um antioxidante. Com uma função similar à vitamina E, defende as células do organismo de radicais livres, que surgem todos os dias sob a influência de toxinas ambientais, tabaco e estresse. Além disso, está envolvido na formação do hormônio tireoidiano.

O mineral ainda é usado como terapia coadjuvante do câncer, melhora a imunidade e combate infecções agudas e crônicas.

Em conjunto com as vitaminas A e C, reforça o sistema imunológico. Uma alimentação rica em selênio pode proteger contra melanoma, danos do sol e manchas da idade.

Mas atenção: o selênio é tóxico em grandes concentrações. Normalmente, o organismo excreta o excesso de selênio na urina. Quando, porém, durante um longo período de tempo toma-se grandes quantidades, podem ocorrer efeitos indesejados, como: perda de cabelo, danos no fígado, distúrbios nervosos e insuficiência cardíaca.

As Permissões Dietéticas Recomendadas para adultos, em microgramas, são:

Estágio da Vida Homem Mulher Gravidez Lactação
Idades de 19 + 55 mcg 55 mcg
Todas as idades 60 mcg 70 mcg
Resultados do estudo da dieta total, uma pesquisa nacional conduzida pelos E.U. Administração do alimento e da droga (1982-86), indicou que as dietas da maioria dos homens e mulheres adultos fornecem  quantidades recomendadas de selênio.

 

Lista de alimentos ricos em selênio

Alimentos Quantidade de Selênio em 100 g Energia em 100 g
Castanha do pará 4000 mcg 699 calorias
Farinha de trigo 42 mcg 360 calorias
Pão francês 25 mcg 269 calorias
Gema de ovo 20 mcg 352 calorias
Frango cozido 7 mcg 169 calorias
Clara de ovo 6 mcg 43 calorias
Arroz 4 mcg 364 calorias
Leite em pó 3 mcg 440 calorias
Feijão 3 mcg 360 calorias
Alho 2 mcg 134 calorias
Repolho 2 mcg 25 calorias

Junte-se à discussão

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *