Aventura

Férias…crianças em casa…e agora? Aprenda maneiras divertidas de ditraí-las!

 

Não vai viajar nessas férias?

Não se preocupe! Com um pouco de paciência, dá para se divertir com os pequenos em casa!

Férias de verão combinam com piscina. Toda criança adora um mergulho, não é mesmo? Mas…se estiver chovendo?Chuva combina com criança feliz! Começou a pingar? Deixe as crianças livres para brincar e correr. A sensação de liberdade é maravilhosa e você pode entrar na brincadeira também. Por que não?

Os gibis fazem parte das suas lembranças de infância? Então, não seria legal passar um tempo com os seus filhos desenhando histórias em quadrinhos? Pensem nos personagens, deem nomes a eles e imaginem enredos curtinhos. Vai ser uma diversão!

As brincadeiras com argila podem durar o dia inteiro. Separe um cantinho onde vocês possam se sujar bastante. A modelagem é uma delícia, a argila é fresquinha e combina com os dias quentes. Depois que a argila secar, é só pintar os objetos montados com tinta guache.

Pratique um esporte com seu filho. Pode ser qualquer esporte, como basquete, futebol, natação, corrida, queimada, judô…

Coloque as crianças e os adolescentes para ajudar nos afazeres da casa. E os ensine a cozinhar! Dizem que a cozinha é o melhor lugar da casa!

Chame alguns amigos da escola, familiares ou vizinhos e promova uma grande festa do pijama. Legal mesmo é quando tem sessão de cinema com pipoca e café da manhã especial no dia seguinte

Toda família sabe que é importante controlar o tempo das crianças em frente às telas do computador e dos tablets, mas não dá para negar que elas adoram brincar com os aplicativos e jogos online disponíveis. Que tal promover breves competições entre vocês? A turminha vai adorar.

Junte os amigos da escola, do bairro ou do prédio (ou só você e o seu filho mesmo) e promova um piquenique. As crianças podem ajudar a preparar os quitutes!

Pular corda e elástico, rodar bambolê, brincar de esconde-esconde e pega-pega… Não esqueça nunca das brincadeiras clássicas infantis!

 

 

Junte-se à discussão

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *