Aventura

Esquiando em Andorra, um principado lindo ao lado da Espanha e França

Como eu disse no post anterior, eu buscava um destino de montanha e neve para comemorarmos nossos 15 anos de casamento. Eu já conhecia a Espanha (o Fabio, não), mas na catalunha nós nunca tínhamos ido. Então, pensei em Barcelona. Mas onde esquiar perto de Barcelona? Basta dar um google que facilmente se descobre o destino tooooop do pessoal de lá nos fins de semana: Andorra. Eu já tinha ouvido falar desse pequeno principado, de apenas 76 mil habitantes. Mas resolvi pesquisar sobre a região.

Para chegar até Andorra, é preciso ir, de avião, até Toulouse ( França) ou Barcelona ( Espanha). Barcelona me atrai mais, então comprei as passagens pra lá, o que deixou o Fábio surpreso e muito feliz com o convite! As paradas de mais de 12 horas em Miami ( na ida) e Nova Iorque ( na volta) foram propositais. A Europa é linda, mas a gente ama mesmo os Estados Unidos e não poderíamos deixar de dar uma passadinha por lá numa data tão bacana pra gente.

Chegamos em Barcelona via Miami. Vôo de 8 horas, bem tranquilo. Pegamos o carro que alugamos ( uma dica é alugar carros pequenos na Europa! As ruas costumam ser estreitas e nunca tem vaga para parar…)

Nossa primeira parada foi o Camp Nou, estádio do time do Barcelona. Fizemos um tour por tudo e o Fábio amou! Confesso que até eu amei! Lembrei da minha época de repórter esportiva.

Quem diria que um dia sentaríamos no banco de reservas do Camp Nou…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Depois, seguimos para o bairro gótico. Tudo muito lindo e moderno, com restaurantes sensacionais. Mas paramos mesmo na igreja da Sagrada Família, para receber uma benção ( claro que não foi cerimônia, foi só entre a gente mesmo! rs) pelo nosso casamento, já que a gente não casou e não teve nada disso….

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Demos mais uma voltinha pela cidade e pegamos a estrada para Andorra. Tudo muito bem sinalizado. Usamos o Waze e o GPS do carro, mas talvez nem precisasse. Passando a fronteira da Espanha para Andorra ( depois de quase 3 horas de carro), veio a surpresa: o sinal de celular simplesmente SOME. kkkk! Eu ri para não chorar, porque todo lugar que tem wifi por lá tem o sinal péssimo…minha preocupação era a comunicação com as crianças.

Andorra tem apenas uma empresa de telefonia celular. E o chip de qualquer outro lugar do mundo ( o meu da Vivo vira T-Mobile ou AT&T, nos EUA…vira Movstar, na Espanha… e assim por diante… claro que, para usar, é cobrado o deslocamento internacional, mas pelo menos existe sinal) não funciona por lá. A loja da operadora não abre aos finais de semana ( chegamos na sexta- feira, às 7 da noite…) e não existe a opção de um chip pré -pago. É preciso fazer uma assinatura…tudo bem complicado.

Se as nossas filhas estivessem conosco, daríamos um ” que se dane” para a internet. Mas… não poderia ser assim na nossa situação, né…

Como estávamos 4 horas à frente do Brasil, devido ao fuso horário, usávamos a internet ( o wifi dos lugares) em horários alternativos, no meio da manhã ou da tarde. E aí funcionava bem, pois menos pessoas estavam ” penduradas” (rs) na rede. E deixamos o telefone do hotel com as meninas no Brasil. No fim, tudo deu certo.

A língua falada lá é o catalão, mas quase todo mundo fala espanhol e, nas estações de esqui e grandes lojas, falam inglês também. O principado é lindo. Cheio de restaurantes charmosos, paisagens maravilhosas. Além de ser ótimo para compras. Andorra é livre de impostos. Acredite: é muito mais barato comprar lá do que nos EUA.

Nosso primeiro dia  ( e nevando!!) foi para andar e conhecer toda região. Olha como lá é bem pequeno:

Andorra la Vella é a capital. Ficamos em La Massana e esquiamos em Ordino. Dá para andar o país todo em poucas horas. E por lá ainda existem muitas construções e igrejas da época medieval.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Igreja do século XVII 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nos dias seguintes, além de namorar bastante(rs) , esquiamos. Pesquisamos e lá  existem mais de 5 estações maravilhosas de esqui. Algumas atendem só os bem experientes, com apenas pistas vermelhas e pretas, ou seja, bem difíceis( esse grau VERMELHO de dificuldade não existe nas pistas americanas)

Mas achamos a Ordino-Arcallis, que agrada a todos os gostos. E é a parte mais alta da cidade.

Falando em altitude, atente-se que Andorra está bem acima do nível do mar. A viagem de Barcelona pra lá é só de subida…então, o ar é rarefeito. Não estranhe se sentir cansaço grande, tonturas, náuseas e até sangramento no nariz, como aconteceu comigo. A parte mais baixa da cidade está a 1900 m em relação ao nível do mar. No alto da montanha, certamente estávamos a quase 3000m.

As pistas de Ordino-Acallis são ótimas, inclusive para iniciantes! Recomendo!! Nos divertimos bastante! A cordilheira de montanhas chama-se Pirineus e passa pelo sudoeste da Europa. Além de Andorra, abrange França e Espanha.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como a França está ali do lado, tiramos um dia para dar uma passadinha por lá. A cidade de Foix, que fica 1 hora e meia de carro, tem um castelo medieval datado dos anos 900 DC. É uma cidadezinha beeemmm pequenininha. E por lá só se fala francês…mas achamos um restaurante brasileiro!!! Isso mesmo!! Um rapaz da Bahia que se casou com uma francesa!

Olha o castelo lá atrás!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Voltamos para Barcelona e ainda deu tempo de visitarmos algumas praias do Mar Mediterrâneo.

E a paradinha em Nova Iorque, na volta, foi mesmo para trazer presentes para as filhotas!

A dica do que ficou de tudo isso: divida momentos bons com quem faz questão de seguir sempre com você! A vida é muito mais colorida assim!

2 comments

Junte-se à discussão

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *