Estilo

Criança mimada: falta de bons valores.

Bom dia, meninas!

Hoje , vamos falar de um assunto delicado… que os pais, às vezes, demoram ou não querem enxergar.

Além de amor, carinho e atenção, os filhos precisam, também, de limites. É assim que formamos crianças para serem adultos independentes, educados e responsáveis. Porém, talvez pela falta de tempo com os pequenos (em casos de muitas horas de trabalho, por exemplo), muitos pais tentam evitar brigas e acabam apostando no excesso de agrados e permissões, para conquistar o sorriso dos filhos.

Seu filho é mimado demais?

mimadaInsegurança

Crianças superprotegidas encontram dificuldade em tomar decisões sozinhas. Ajudar seu filho a acreditar em si mesmo e aprender com os possíveis erros vai fazer com que ele construa autoestima e se sinta mais seguro no futuro.

Impaciência

Crianças mimadas costumam ser impacientes, querem tudo na hora e não sabem que devem esperar para ter o que querem. Faça com que seu filho compreenda que nem sempre podemos ter tudo o que desejamos e que chorar e fazer birra não é uma solução.

Socialização

Crianças mimadas raramente gostam de dividir e têm dificuldade em compartilhar brinquedos e atenção com outras crianças. Cultive em seu filho a noção de solidariedade e compreensão de que aprender a socializar faz com que ele seja querido e importante para todos que o cercam.

Birra

Seu filho pode ser mimado se exagera nas birras, faz dramas e acredita que sempre tem razão. Faça com que ele entenda que ele é amado, mas não é o centro das atenções. Ensine-o a ouvir e respeitar as opiniões alheias.

Frustração

Crianças mimadas geralmente têm dificuldade em lidar bem com broncas e chegam até a desrespeitar e confrontar os pais em situações em que se sentem pressionadas. É preciso fazer com que o pequeno entenda que deve obediência aos pais e, através das repreensões, aprender a identificar que errou, admitir e pedir desculpas.

Quais valores estão sendo realmente cultivados por estas crianças mimadas? Individualismo, egoísmo, valorização do desejo, mediação da vida pelo dinheiro, status, super-proteção, isolamento, imaturidade para lidar com grupos e com dificuldades, falta de cooperação, falta do servir, etc. Ou seja, em grande parte das famílias, o ambiente para criar os filhos está horrível, pois os valores que circulam NA PRÁTICA são péssimos.

Onde tem valores ruins os resultados tendem a não serem bons. E aí as pessoas ficam gritando que falta limites para estas crianças. Pois eu grito: faltam valores! Faltam experiências de vida que transmitam bons valores.

Valores não se aprende no blá, blá, blá. Valores são transmitidos no que as pessoas vivem no dia-a-dia.

Insegurança

Crianças superprotegidas normalmente ainda são mimadas e encontram dificuldade em tomar decisões sozinhas. Ajudar seu filho a acreditar em si mesmo e aprender com os possíveis erros vai fazer com que ele construa autoestima e se sinta mais seguro no futuro.

Mãos à obra?

4 comments

  • Crianças e adolescentes precisam de limites, mais infelizmente o que vejo hoje é que muitos pais não estão dando limites para os seus filhos e que está gerando uma geração de filhos mimados que acham que podem tudo.

    Dica infalível. 1º vc chama pra conversar, não quer responde ai vai as outras opções.
    2º Vc fala para o adolescente o que eles tem que fazer não faz. Toma o celular, tira a internet, as saídas com os amigos e com as amigas, os passeios, etc…..
    3º Haha não ta tendo resultado coloca de castigo sem sair sem ver TV e só estudar e mesmo assim fica de

    4º A mas não deu certo isso corta td que da, presente, etc…
    5º A mas não deu certo também vc dá umas boas palmadas no bumbum, que garanto que da certo e foda-se conselho tutelar pq depois do coro não vai mas ti responder e outra coloca pra estudar e trabalhar não faz mau.
    Mau faz e ficar a toa antes os pais corrigir do que a vida ensina.

    • Obrigada pela sua opinião, Adriana!
      Se todas as mães pensassem assim, teríamos crianças muito melhores!
      Beijo!

      • Obrigado pelas palavras Roberta!

        Vc segue essa dica infalível que eu deu com suas filhas? Qual a idade delas? Alguma vez vc já precisou chegar na 5ª dica com uma de suas filhas, ou seja, levar umas boas palmadas no bumbum? Vc é contra ou a favor dessa Lei da Palmada aprovada pelo governo? Quando a sua filha mais velha ou a sua filha mais nova faz alguma coisa que vc não gostou e vc já avisou w conversou várias vezes e não deu resultado e vc tb colocou de castigo e não adiantou a palmada ou a chinelada no bumbum come solta?

        • Oi, Adriana!
          Acho correta a lei da palmada, sim. Tem muita mãe ( e pai) que bate até matar o filho. É uma realidade absurda, mas existe.
          Mas aquele tapinha no bumbum eu não recrimino, não…mas quem sou eu para ditar regras…
          Beijão!

Junte-se à discussão

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *