Indica

Café cosmético?

A família do meu marido é do Sul de Minas Gerais. Por conta disso, vou muito pra lá e, numa das vezes, conheci a Cooxupé, maior  cooperativa de cafeicultores do mundo e maior exportadora de café do Brasil.
A notícia bem legal é que a Cooxupé está entrando em um setor completamente diferente do de transações comerciais. É o de cosméticos!

cafe no pe
Café no pé

 

Eles anunciaram essa semana um empreendimento conjunto com a química Aqia, que fornece matéria prima para empresas como Natura, Grupo Boticário, Unilever e Dow.
A parte da Cooxupé será vender óleo e biomassa extraídos do café verde à Aqia, que vai processar esses materiais e transformá-los em uma série de componentes, que podem ser usados por indústrias de beleza, alimentos e farmacêutica.

 

oleo de cafe
Óleo extraído do café

 

 

 

 

 

 

 

“Na hora que descobrirem que a biomassa tem propriedades para emagrecer e melhorar estria… Haja café!”, brincou Carlos Alberto Paulino da Costa, presidente da cooperativa

A indústria cosmética começou a apostar nos produtos compostos pela cafeína há pouco tempo. No entanto, no século XIX, as casas de banho russas ofereciam às pessoas grãos de café para massagem antes de entrarem para a sauna. A combinação dessa esfoliação leve, com óleos naturais do café, provocava um efeito desintoxicante, que resultava em uma pele hidratada e com mais brilho.
Rico em antioxidantes, hoje já se sabe que os grãos de café são utilizados em massagens, em cremes anticelulite e para ajudar a deter os efeitos do tempo no corpo humano. O óleo de café verde age como um antiinflamatório para peles doentes, sensíveis e irritadas. A cafeína também reduz  inchaços na área dos olhos. Está aí  uma boa ajuda para camuflar o cansaço depois de uma noite mal dormida!

 

 

 

 

 

 

Junte-se à discussão

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *